domingo, 12 de maio de 2013

MAQUIAGEM CERTA.



Beleza


MAQUIAGEM 

Da base ao batom, tudo o que você precisa saber para dominar esta arte.

ESTILOS DE MAQUIAGEM  

Saiba escolher o tipo de maquiagem que combina com seu rosto, suas roupas e seu estilo de vida. 

A Imagem Profissional  

Bonita e competente, é o estilo da mulher que trabalha fora e precisa estar em grande forma o dia inteiro.   

- Evite maquiagem extravagante ou carregada demais, mas não dispense cores vistas e positivas, como um bato opaco vermelho ou vinho e sobra opaca nos olhos. 

- Leve na bolsa uma necessaire para os inevitáveis retoques. Prefira mini-batons e um estojo de sombra pequeno para carregar o mínimo de peso no seu kit de maquiagem. Inclua um bom espelho, pó compacto, pincel para blush com tampa, lápis para os olhos com esfumaçador, lixa de unhas, um tudo pequeno de creme para as mãos.

Nossas dicas para retocar a maquiagem:
Este é o pequeno arsenal que você deve levar na bolsa para retoques rápidos na maquilagem: pó compacto, blush, batom, estojinho de sombra, alguns cotonetes, lencinho de papel e rímel. 

- Tire o excesso de oleosidade da pele com um lenço de papel ou então use um lenço de papel umedecido para refrescar o rosto. 

- Aplique pó compacto, de preferência translúcido. Espalhe o blush com pincel, sobre as maças do rosto e em direção às têmporas. 

- O retoque dos olhos exige alguma técnica: primeiro retire os resíduos de sombra com um cotonete seco, e depois aplique uma nova camada de sombra. Retire os resíduos de rímel com a ponta de um lencinho de papel e só depois aplique uma nova camada. 

- O batom é o último detalhe. Retire todos os vestígios da pintura anterior com papel absorvente. Para fixar melhor, passe antes uma cama de pó compacto nos lábios. Depois de aplicar o batom, pressione levemente um lenço de papel sobre todo o rosto, para retirar os excessos e deixar o retoque bem natural

Fonte: Beleza - Guias Femininos da Nova Cultural 

CÓDIGO DE ÉTICA

CÓDIGO DE ÉTICA

Código de Ética do Profissional de Secretariado
Esse Código de Ética é um dos instrumentos básicos para o direcionamento correto da nossa atuação como profissionais. Se você ainda não o conhece, invista cinco minutos na sua leitura. Se você já o conhece, aproveite para relê-lo. Deixe-o à mão, divulgue-o entre as colegas de profissão, mostre-o ao setor de RH de sua empresa e aos executivos.
Faça uma reflexão e veja como - individualmente ou em grupo - o Código pode ser melhor conhecido e, principalmente, colocado em prática. Sempre que fizer sua auto-avaliação profissional, tenha o Código de Ética como parâmetro.
Código de Ética
Publicado no Diário Oficial da União de 7 de julho de 1989.
Capítulo I
Dos Princípios Fundamentais
Art.1º. - Considera-se Secretário ou Secretária, com direito ao exercício da profissão, a pessoa legalmente credenciada nos termos da lei em vigor.
Art.2º. - O presente Código de Ética Profissional tem por objetivo fixar normas de procedimentos dos Profissionais quando no exercício de sua profissão, regulando-lhes as relações com a própria categoria, com os poderes públicos e com a sociedade.
Art.3º. - Cabe ao profissional zelar pelo prestígio e responsabilidade de sua profissão, tratando-a sempre como um dos bens mais nobres, contribuindo, através do exemplo de seus atos, para elevar a categoria, obedecendo aos preceitos morais e legais.
Capítulo II
Dos Direitos
Art.4º. - Constituem-se direitos dos Secretários e Secretárias: a) garantir e defender as atribuições estabelecidas na Lei de Regulamentação; b) participar de entidades representativas da categoria; c) participar de atividades públicas ou não, que visem defender os direitos da categoria; d) defender a integridade moral e social da profissão, denunciando às entidades da categoria qualquer tipo de alusão desmoralizadora; e) receber remuneração equiparada à dos profissionais de seu nível de escolaridade; f) ter acesso a cursos de treinamento e a outros Eventos/Cursos cuja finalidade seja o aprimoramento profissional; g) jornada de trabalho compatível com a legislação trabalhista em vigor.
Capítulo III
Dos Deveres Fundamentais
Art.5º. - Constituem-se deveres fundamentais das Secretárias e Secretários: a) considerar a profissão como um fim para a realização profissional; b) direcionar seu comportamento profissional, sempre a bem da verdade, da moral e da ética; c) respeitar sua profissão e exercer suas atividades, sempre procurando aperfeiçoamento; d) operacionalizar e canalizar adequadamente o processo de comunicação com o público; e) ser positivo em seus pronunciamentos e tomadas de decisões, sabendo colocar e expressar suas atividades; f) procurar informar-se de todos os assuntos a respeito de sua profissão e dos avanços tecnológicos, que poderão facilitar o desempenho de suas atividades; g) lutar pelo progresso da profissão; h) combater o exercício ilegal da profissão; i) colaborar com as instituições que ministram cursos específicos, oferecendo-lhes subsídios e orientações.
Capítulo IV
Do Sigilo Profissional
Art.6º. - A Secretária e o Secretário, no exercício de sua profissão, deve guardar absoluto sigilo sobre assuntos e documentos que lhe são confiados.
Art.7º. - É vedado ao Profissional assinar documentos que possam resultar no comprometimento da dignidade profissional da categoria.
Capítulo V
Das Relações entre Profissionais Secretários
Art.8º. - Compete às Secretárias e Secretários: a) manter entre si a solidariedade e o intercâmbio, como forma de fortalecimento da categoria; b) estabelecer e manter um clima profissional cortês, no ambiente de trabalho, não alimentando discórdia e desentendimento profissionais; c) respeitar a capacidade e as limitações individuais, sem preconceito de cor, religião, cunho político ou posição social; d) estabelecer um clima de respeito à hierarquia com liderança e competência.
Art.9º. - É vedado aos profissionais: a) usar de amizades, posição e influências obtidas no exercício de sua função, para conseguir qualquer tipo de favoritismo pessoal ou facilidades, em detrimento de outros profissionais; b) prejudicar deliberadamente a reputação profissional de outro secretário; c) ser, em função de seu espírito de solidariedade, conivente com erro, contravenção penal ou infração a este Código de Ética.
Capítulo VI
Das Relações com a Empresa
Art.10º. - Compete ao Profissional, no pleno exercício de suas atividades: a) identificar-se com a filosofia empresarial, sendo um agente facilitador e colaborador na implantação de mudanças administrativas e políticas; b) agir como elemento facilitador das relações interpessoais na sua área de atuação; c) atuar como figura-chave no fluxo de informações desenvolvendo e mantendo de forma dinâmica e contínua os sistemas de comunicação.
Art.11º. - É vedado aos Profissionais: a) utilizar-se da proximidade com o superior imediato para obter favores pessoais ou estabelecer uma rotina de trabalho diferenciada em relação aos demais; b) prejudicar deliberadamente outros profissionais, no ambiente de trabalho.
Capítulo VII
Das Relações com as Entidades da Categoria
Art.12º. - A Secretária e o Secretário devem participar ativamente de suas entidades representativas, colaborando e apoiando os movimentos que tenham por finalidade defender os direitos profissionais.
Art.13º. - Acatar as resoluções aprovadas pelas entidades de classe.
Art.14º. - Quando no desempenho de qualquer cargo diretivo, em entidades da categoria, não se utilizar dessa posição em proveito próprio.
Art.15º. - Participar dos movimentos sociais e/ou estudos que se relacionem com o seu campo de atividade profissional.
Art.16º. - As Secretárias e Secretários deverão cumprir suas obrigações, tais como mensalidades e taxas, legalmente estabelecidas, junto às entidades de classes a que pertencem.
Capítulo VIII
Da Obediência, Aplicação e Vigência do Código de Ética
Art.17º. - Cumprir e fazer cumprir este Código é dever de todo Secretário.
Art.18º. - Cabe aos Secretários docentes informar, esclarecer e orientar os estudantes, quanto aos princípios e normas contidas neste Código.
Art.19º. - As infrações deste Código de Ética Profissional acarretarão penalidades, desde a advertência à cassação do Registro Profissional na forma dos dispositivos legais e/ou regimentais, através da Federação Nacional das Secretárias e Secretários.
Art.20º. - Constituem infrações: a) transgredir preceitos deste Código; b) exercer a profissão sem que esteja devidamente habilitado nos termos da legislação específica; c) utilizar o nome da Categoria Profissional das Secretárias e/ou Secretários para quaisquer fins, sem o endosso dos Sindicatos de Classe, em nível Estadual e da Federação Nacional nas localidades inorganizadas em Sindicatos e/ou em nível Nacional.
 http://www.fenassec.com.br/b_osecretariado_codigo_etica.html

quinta-feira, 11 de abril de 2013

ENGLISH AT FATEC SCS

Bom dia,

Convido todos à visita de um Blog destinado a cultura inglesa, há dicas importantes sobre a língua, vocabulário, links que podem ajudar no aprendizado do idioma.
O Blog é administrado por Maria Inês, professora de Inglês da FATEC SCS.

http://englishatfatecscs.wordpress.com/

terça-feira, 2 de abril de 2013

Pequeno roteiro para uma autoentrevista.




1.Com que frequência me dou um feedback honesto?
2. Quanto das minhas atividades eu deveria estar apenas não realizando?
3. Qual atitude que, uma vez modificada, poderia render mais frutos?
4. Eu sei trabalhar em equipe, ou apenas dividir tarefas?
5.De todas as horas que eu dedico ao trabalho, quantas ...são úteis?
6. Em que ponto estou na escala abaixo:
Faça uma escala de 0 á 10 entre rapidez e perfeccionismo
7.Em que ponto deveria estar?
8. Quanto a minha equipe eu:
Informo  ----------
formo----------
deformo ----------
9. Quanto eu comprometo do futuro para atingir metas do presente?
10. Se eu não fosse eu, eu me contrataria?

segunda-feira, 18 de março de 2013

RESILIÊNCIA

Conceito emprestado pela física à psicologia do trabalho, a resiliência é a capacidade de resistir às adversidades e reagir diante de uma nova situação. Um profissional pode precisar dela tanto para encarar a pressão e a competição do mercado quanto para atravessar momentos difíceis, como Crises econômicas e acidentes.
veja  mais http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/9-passos-para-ter-mais-resiliencia-no-trabalho